CVG/PR

CVG/PR

..

CVG/PR – Crescendo com o Mercado

Promover e desenvolver o ramo de seguro de pessoas, realizando cursos, seminários e palestras, promovendo a atualização dos profissionais que atuam no segmento.
Desde 1984, este é o papel do CVG/PR

..

Fundado em 09 de julho de 1984, com o objetivo de integrar os profissionais que atuam no ramo de seguro de pessoas, com a finalidade de promover o ramo de vida e benefícios e, através de cursos, formar e atualizar profissionais da área, bem como proporcionar um maior aprimoramento profissional dos securitários que operam no ramo, dando a oportunidade de troca de informações e organizando palestras, seminários e painéis de debates, além de propiciar a integração social da classe, o CVG/PR – Clube de Seguro de Pessoas e Benefícios do Estado do Paraná (nascido Clusvip/PR) tem procurado cumprir seus estatutos, prestando um grande serviço ao mercado de seguros do Paraná.

Desde a sua fundação, a entidade tem passado por fases distintas, conforme as necessidades e dificuldades encontradas por suas diretorias.

A primeira delas, de 1984 a 1986, foi a fase de fundação, organização e divulgação da entidade, cumprida pela primeira diretoria do clube, sob a presidência de Luiz Alberto Machado Pedroso.

A segunda fase, de 1986 a 1988, foi o período de estruturação do clube, quando alugou imóvel para sua sede, adquiriu móveis e equipamentos para o funcionamento independente. Realizou cursos, seminários e painéis de debates, tendo Walter Nestlehner como presidente.

A terceira diretoria assumiu em julho de 1988, e deu continuidade ao trabalho de divulgação da entidade, procurando prestar serviço ao mercado, dando informações das normas e medidas que alteravam o Vida em Grupo. Participou ativamente do Congresso Nacional dos Corretores de Seguros, realizado em Foz do Iguaçu, em outubro de 1989, quando distribuiu livreto contendo as Normas Técnicas do Seguro de Vida e suas atualizações. Teve troca de presidente em novembro de 1989, por impedimento estatutário do então presidente, Paulo Antônio Eckhardt, que se desligou da empresa em que trabalhava para dedicar-se a sua corretora de seguros, tendo Armindo Kieffer Moreira terminado o mandato como presidente.

A quarta diretoria foi empossada em julho de 1990, após ter vencido a única eleição do clube tendo duas chapas como concorrentes. A chapa vencedora, presidida por Armindo Kieffer Moreira, obteve 70% dos votos, e conseguiu trazer elementos chaves da chapa concorrente para trabalhar junto com a nova diretoria do clube. Marcaram esta gestão a participação na Feira de Seguros do II ECOS, em novembro de 1990, em Curitiba, e do III ECOS, em abril de 1992, em Maringá.

A quinta diretoria assumiu em julho de 1992, e trabalhou com responsabilidade para manter o prestígio do clube. Foi um período de muitas mudanças para o mercado, com a Circular 17/92, publicada pela Susep em Diário Oficial da União em 20 de julho de 1992, e que entraria em vigor a partir de 14 de janeiro de 1993. O Clube, presidido por José Amilton Chemin, teve papel fundamental na divulgação e esclarecimento das novas regras para o mercado.

Em 1994, Mario Panini assumiu a presidência, em um momento em que o clube passava por muitas dificuldades. Ainda assim, o então Clusvip, mesmo com sérias restrições orçamentárias, realizou cursos e palestras para o mercado.

A sétima diretoria assumiu encabeçada por Renato Bechara Amim. Bem dentro do seu estilo, Bechara, juntamente com sua diretoria, promoveram uma guinada no clube, visando fortalecer a entidade. O primeiro passo foi mudar a sede do clube para a sede atual, visando uma melhor acomodação para o desenvolvimento dos trabalhos. Foi um período de total reestruturação e organização da entidade.

Graças ao trabalho de Renato Bechara Amim e sua diretoria, a diretoria seguinte assumiu, em 1998, uma entidade clara, transparente, organizada e pronta para se desenvolver novamente. Presidida por Dirceu Werneck de Capistrano, a entidade muda seu nome para CVG/PR, uniformizando sua denominação com as demais entidades existentes no país. Extremamente dinâmico, Dirceu começou a inserir o CVG/PR no circuito de eventos do mercado, promovendo eventos em conjunto com o Sindseg/PR, Sincor/PR e Funenseg. Desta forma, o CVG/PR começou a ganhar corpo, força e influência dentro do mercado de seguros do Paraná. O CVG/PR começou, também, a promover almoços com o mercado. Tímidos, inicialmente esses almoços eram apenas de confraternização, mas logo começaram a ser técnicos, com a participação de palestrantes convidados para debater temas ligados ao segmento de seguro de Vida e Benefícios.

Capistrano permaneceu no cargo por dois mandatos consecutivos, sendo substituído por José Carlos de Almeida, em 2002, que manteve a grande atividade do CVG/PR, promovendo cursos, reuniões, almoços e palestras de alto nível para os profissionais do mercado de seguros do Paraná.

Após a gestão de José Carlos, assumiu a Presidência do CVG/PR, em 2004, Silvio Antonio de Azevedo Pereira. Esta gestão adotou um estilo mais participativo de conduzir o Clube e começou nomeando uma diretoria bastante dinâmica, com a qual passou a compartilhar todas as decisões em torno das atividades do CVG/PR.

O primeiro passo da diretoria foi implantar um novo planejamento financeiro, com adoção de orçamento, visando maior controle e equilíbrio das contas. Também foi implantada uma nova forma de cobrança das mensalidades através de boleto bancário, agilizando o processo de forma segura e eficiente.

Contas em dia, o próximo passo foi mudar a sede para um novo local, melhor localizado, com infra-estrutura adequada visando atender melhor as necessidades do Clube e dos associados. Com uma melhor estrutura, o CVG/PR passou a buscar o aumento no número de associados, abriu, inclusive, a possibilidade de associação aos corretores, na intenção de oportunizar maior participação do mercado nos eventos do CVG/PR. Realizou diversos Fóruns de Debates, alguns em parceria com a Funenseg e o Sindseg PR/MS, trazendo personalidades de renome dos grandes centros do mercado segurador para abrilhantar ainda mais os trabalhos. Criou a figura da assessoria jurídica no CVG/PR e criou o site do CVG/PR, além de mudar a denominação de Clube de Seguro de Vida e Benefícios do Estado do Paraná para Clube de Seguro de Pessoas e Benefícios do Estado do Paraná, adotando uma nova e moderna logomarca para a entidade.

Foi nesta gestão que foi instituído o troféu Pinhão de Ouro, como forma de homenagear aqueles que mais contribuem para com o CVG/PR e para com o mercado de seguros de pessoas no estado do Paraná.

Em 2009, toma posse a nova diretoria, com Paulo Cesar Ferreira de Castro assumindo a presidência do CVG/PR. Logo que assumiu, a nova diretoria adquiriu um consórcio de imóveis, visando à aquisição da sede própria da entidade. Outra ação importante é a modernização do site da entidade e a criação do Banco de Talentos para o segmento de Vida, Previdência, Capitalização e Saúde, em parceria com o Sindicato dos Securitários do Paraná.

Somente lembrando, a matéria cita as gestões mencionando seus presidentes apenas como referência. O mercado de seguros não pode esquecer o trabalho de todos os profissionais que fizeram parte das diversas diretorias, proporcionando apoio para que o CVG/PR chegasse à posição de destaque em que se encontra hoje.

..

Saiba mais sobre o CVG/PR diretamente no site www.cvgpr.com.br.