Amilcar Vianna lança Movimento “Corrige Sincor”

Amilcar Vianna lança Movimento “Corrige Sincor”

0 220

Através de mensagem enviada a oito mil corretores, Amilcar Vianna lançou o movimento “Corrige Sincor“, convidando a categoria a se manifestar sobre as alterações feitas no estatuto do Sindicato dos Corretores do Rio de Janeiro, que ele considera “restritivas”. 

“As mudanças promovidas pela diretoria do Sincor-RJ limitam a participação dos corretores no sindicato. Impedir os corretores de Vida de participar da diretoria é pior do que o Apartheid da África do Sul. Este grupo corresponde a 70% do total de corretores do mercado, paga mensalidades idênticas mas pelas novas regras não pode participar da direção da instituição”, afirma indignado Amilcar. 

“Além disso”, acrescenta, “alterou de 6 para 18 meses o período mínimo exigido para  que uma sócio possa votar. Pelas novas regras só podem participar da diretoria do Sincor-RJ corretores que estiverem estabelecidos há cinco anos e em dia ininterruptamente há pelo menos três anos, sendo vedada a possibilidade de quitação de qualquer débito anterior para atualização das mensalidades. Ou seja, se o corretor deixou de pagar por um momento de infortuno, não consegue jamais reverter esta situação e não terá chance alguma de participar das eleições seja como eleitor ou como candidato”, explica. 

Vianna considera “lamentável que a convocação para alterar o estatuto tenha sido feita através de um jornal de’suposta grande circulação´, meio custoso e comprovadamente ineficiente, enquanto para outras comunicações o Sincor usa a internet… Por isso, apenas 20 pessoas – praticamente os próprios diretores do Sincor-RJ e seus familiares – participaram da assembléia”, analisa. 

O movimento “Corrige Sincor” está conclamando todos os corretores de seguros do Estado do Rio de Janeiro a se manifestarem sobre o assunto através do site www.corrigesincor.com.br/. Até esta segunda-feira, dia 31 de maio, mais de 1000 corretores deixaram as suas opiniões no site. “Se reunirmos as assinaturas de 10% dos sócios quites podemos convocar nova assembléia, anulando estas verdadeiras aberrações. A diretoria do Sincor-RJ recusou-se, inclusive, a nos fornecer a lista dos sócios em dia, o que dificulta muito a tarefa. Mas, estou muito motivado pelo apoio maciço dos verdadeiros donos do sindicato: os corretores de seguro”, concluiu Vianna.

..

Comentários

comentários

Fonte: VTN Comunicação

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta