Aon foca no Brasil para expansão de operações

Aon foca no Brasil para expansão de operações

0 299

A Aon Risk Services (ARS), unidade da Aon especializada na consultoria de riscos corporativos, corretagem de seguros e resseguros, posicionou o Brasil no foco para a expansão das suas operações. A informação foi anunciada pelo presidente e CEO da Aon Corporation, Greg Case, durante o Leadership Meeting, evento realizado nos dias 22 e 23 de setembro, que reuniu os principais executivos da ARS para discutir resultados e estratégias específicas para a área de negócios.

Segundo Case, a operação local da Aon no primeiro semestre de 2009 foi responsável pela colocação de pouco mais de R$ 1 bilhão. Embora considerada pequena em comparação a dos Estados Unidos e Europa, a operação no Brasil é a de maior crescimento e potencial. “O Brasil desponta como uma das maiores oportunidades para a Aon em termos de gerenciamento de riscos e seguros”.

De acordo com o CEO da Aon, o potencial de negócio no Brasil reside principalmente nos setores de energia, construção e infraestrutura. Prova disso é a participação da Aon como uma das corretoras responsáveis pela colocação no mercado da apólice da usina de Santo Antônio, no rio Madeira, um dos maiores negócios de energia do mundo.

Em 2008, os resultados da Aon no Brasil cresceram 30%, conduzidos pelos segmentos de benefícios (42%), transportes (38%), riscos de engenharia (31%) e produtos financeiros (24%). A projeção de crescimento para este ano é avançar mais 20% a 22%, totalizando R$ 2,4 bilhões, sendo que as unidades Aon Risk Services e Aon Consulting, ambas sob o comando do presidente José Felipe Vieira de Castro, devem responder pela colocação de R$ 2 bilhões em prêmios no mercado segurador brasileiro em 2009.

“A vinda do Greg Case para o Brasil é uma maneira de prestigiar a nossa operação, que teve um excelente ano em 2008 e terá uma projeção de  crescimento muito satisfatória em 2009, apesar do contexto da crise. Nos últimos oito anos crescemos 350% e nos tornamos a principal operação da companhia na América Latina”, destaca José Felipe.

Comentários

comentários

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta