Aumenta demanda por seguros para emissão de ações

Aumenta demanda por seguros para emissão de ações

0 319

A abertura de capital de uma empresa contabiliza horas de trabalho em reuniões com bancos de investimento, advogados, auditores, contadores e uma infinidade de informações. Uma vez o prospecto da oferta na rua, há riscos de a empresa e seus dirigentes serem demandados por acionistas ou pelos órgãos regulatórios em função das informações prestadas durante a oferta seja no prospecto, nos documentos atrelados a ele ou no road show. É esse risco que o POSI (Public Offering Securities Insurance) cobre.

Esse seguro ainda é pouco conhecido no Brasil, mas é muito comum nos Estados Unidos e Europa, conta Rafael Yamato, gerente de Linhas Financeiras da Zurich. Lá fora qualquer tipo de oferta eles já fazem seguro, aqui às vezes a empresa nem sabe que esse seguro existe, completa o gerente de Linhas Financeiras da Ace Brasil, Adriano cor leto.

O POSI cobre a companhia emissora, os diretores e conselheiros, o acionista vendedor e o controlador, além das responsabilidades no underwriting agreement (acordo entre a companhia emissora e os banqueiros de investimento subscritores quanto às condições da operação). A Zurich e a Ace são as duas únicas seguradoras que oferecem o POSI no Brasil e têm sentido um aumento das cotações para esse tipo de seguro

Apesar de o seguro existir há dois anos no Brasil ele ficou travado durante um ano e meio por causa da crise.

Comentários

comentários

Fonte: Brasil Econômico | Finanças | BR

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta