Brasilprev oferece produtos customizados para Servidores Federais

Brasilprev oferece produtos customizados para Servidores Federais

0 294

A Brasilprev Seguros e Previdência, uma das líderes do mercado brasileiro de previdência privada, oferecerá planos nas modalidades VGBL e PGBL desenvolvidos especialmente para os 1,6 milhão de servidores públicos federais registrados no sistema de pessoal do Governo Federal. Esse contingente de pessoas poderá contratar o produto diretamente nas mais de 4.000 agências bancárias do Banco do Brasil, dispostas em todo o território nacional.

“O convênio entre a Brasilprev e o Ministério do Planejamento foi assinado nesta quarta-feira, 11 de novembro, na Capital Federal, e marca mais um importante passo no crescimento da Brasilprev. Há dois anos fizemos um movimento semelhante com os funcionários do Banco do Brasil e atualmente já temos 13.000 planos comercializados que acumulam R$ 213 milhões em reservas. Com esse novo acordo, esperamos repetir o sucesso obtido”, comenta o presidente da empresa, Tarcísio Godoy.

O acordo firmado com o Ministério do Planejamento visa incentivar aplicações em fundos de investimentos com características de previdência privada desenvolvidos com exclusividade para os servidores públicos. Com condições diferenciadas, o plano visa apoiar os investidores que buscam uma ferramenta para auxiliá-los na viabilização de projetos de vida no longo prazo. O primeiro diferencial está na taxa de carregamento, que custeia as despesas administrativas dos planos: a antecipada é zero e a postecipada é de 1% até o 24º mês de contribuição, 0,5% do 25º ao 36º e zero a partir do 37% mês de participação – o que só reforça a visão de longo prazo desse instrumento de poupança. O segundo diferencial está relacionado à taxa de administração, que é aquela paga ao administrador para custear as despesas de gestão dos recursos investidos. Os planos cobrarão 1,5% ao ano  para os fundos de renda fixa e 2% a.a. para fundos compostos (a Brasilprev disponibilizará os fundos Composto 20, Composto 49D e os três fundos Ciclo de Vida, que representam a última palavra em fundos de previdência: o 2020, 2030 e o 2040, que correspondem às datas que os investidores pretendem resgatar os recursos que acumularem).

A contribuição mensal mínima é de apenas R$ 80 e ainda há possibilidade de os servidores contratarem benefícios de risco juntamente com os planos, como pensão ao cônjuge ou aos filhos menores ou mesmo pensão por prazo certo e pecúlio em caso de falecimento do titular do plano.

Comentários

comentários

Fonte: G&A - Gaspar e Associados Comunicação Empresarial

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta