Capemisa apoia atletas e suas iniciativas a sociais

Capemisa apoia atletas e suas iniciativas a sociais

0 445

O incentivo ao esporte já está no DNA da CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência (http://www.capemisa.com.br/), que mantém o Lar Fabiano de Cristo, onde 80 mil crianças e jovens de comunidades carentes também realizam atividades esportivas. Com a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o apoio da Seguradora ao esporte ganha uma nova dimensão e poderá contribuir para a descoberta de jovens talentos, além da oportunidade de profissionalização. E mais: muitos deles têm grandes chances de se tornarem atletas olímpicos.

Duas iniciativas da Seguradora estão sendo importantes para o mundo do esporte: o patrocínio ao medalhista de Kick boxing (combinação de diversas técnicas de combate), Jorge Alexandre, e o apoio ao Instituto Reação, criado e dirigido pelo judoca olímpico Flávio Canto.

 Jorge Alexandre pratica essa modalidade há 22 anos, é faixa preta, faz parte da Confederação Brasileira de Kick boxing e nunca teve nenhum tipo de patrocínio. O apoio financeiro que a CAPEMISA firmou com o atleta vai viabilizar sua participação no Campeonato Sulamericano em São Paulo e no Panamericano no Paraguai. Mas Jorge Alexandre não é apenas campeão dentro dos ringues, ele também criou um projeto social em Duque de Caxias, onde dá aulas gratuitas para 86 crianças carentes. E essa iniciativa também está recebendo o apoio da Seguradora, que doou uniformes para todos os alunos do atleta.

Já a parceria com Flávio Canto está beneficiando os jovens que participam do Instituto Reação, dirigido pelo atleta, e o próprio Lar Fabiano de Cristo, que terá seus professores de judô capacitados com a metodologia de ensino desenvolvida pelo Instituto para a prática desse esporte.

Para nos tornarmos uma potência olímpica de fato, é fundamental que haja uma revolução na maneira de encarar o esporte no país e que todos percebam que investir em esporte é sinônimo de investimento em saúde, segurança e educação. Vale lembrar que a CAPEMISA já apostava em tudo isso muito antes da vinda das Olimpíadas para o Brasil, vide o exemplo do Lar Fabiano de Cristo e da própria parceria conosco, celebrada meses antes da definição do Rio como Sede Olímpica”, define o judoca, lembrando que a meta, agora, é formar medalhistas olímpicos. “Mas sem perder nosso foco principal, que é formar cidadãos”, aponta.

Comentários

comentários

Fonte: PRINT - Comunicação - Assessoria da CAPEMISA

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta