Case já pode operar como administradora de benefício

Case já pode operar como administradora de benefício

0 417

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) autorizou a Case Consultoria a operar como Administradora de Benefícios. A empresa, com sede no Rio de Janeiro, é uma das primeiras do ramo a obter o registro na ANS, dentro das novas normas estabelecidas pela agência reguladora, em novembro do ano passado. “Desde novembro, as operadoras não podem mais emitir boletos para cobrança individual. As administradoras terão que assumir o risco e a inadimplência e 90% não terão fôlego para isso. Poucos irão se enquadrar perante as exigências da ANS, inclusive no que se refere à constituição de ativos garantidores (reservas técnicas)”, explica o diretor da Case, Rafael Sampaio da Motta.

Ele acrescenta que, antes da publicação dessas normas da ANS, não havia regulamentação para as administradoras de benefícios. Agora, a legislação exige a qualificação e o registro da administradora junto à agência reguladora, o que incentivou a Case a avançar com o seu projeto.

Motta revela ainda que a Case já oferece aos seus clientes, corretores e parceiros comerciais o que há de mais moderno em termos de administração, gerenciamento e gestão de contratos corporativos. “Fazemos ampla consultoria, emitimos pareceres técnicos, comerciais e até mesmo médicos, administramos e gerenciamos todo o dia a dia de uma apólice ou de um contrato na área de benefícios”, observa.

A Case Consultoria em Benefícios, que está completando 15 anos de atuação no mercado brasileiro, planeja faturar R$ 200 milhões em 2010.

Comentários

comentários

Fonte: VTN Comunicação

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta