Chubb Seguros orienta corretores para o período de enchentes

Chubb Seguros orienta corretores para o período de enchentes

0 247

O aquecimento global tem alterado as condições climáticas no Brasil e no mundo. Fenômenos como secas, enchentes, furacões e tempestades têm afetado diferentes partes do planeta, produzindo enormes perdas econômicas e, em alguns casos, levando vidas. A tendência é que se tornem cada vez mais intensos nas grandes cidades como resultado da urbanização. E é durante o verão que as cidades ficam em alerta para os danos e transtornos causados pelos temporais peculiares da estação. Muitos motoristas já vivenciaram situações de alagamentos nas ruas e avenidas que resultaram em prejuízos aos veículos e outros bens pessoais.

Pensando no bem-estar e segurança dos seus segurados, a Chubb Seguros, seguradora com mais de 165 anos de existência, alia a sua expertise local ao know how internacional em desenvolver serviços exclusivos e atendimento profissional para mobilizar os corretores parceiros sobre os perigos das enchentes aos bens pessoais do cliente, principalmente os automóveis.

“Na nossa campanha, vamos alertar clientes e corretores sobre os procedimentos e cuidados que eles devem ter quando estiverem em situações de risco de alagamentos”, afirma Fernando Valentim, diretor de sinistros da empresa. “Dessa forma, acreditamos que com a prevenção várias perdas serão evitadas”.

Além de proteger o patrimônio, Valentim reforça a importância em adotar medidas e cuidados simples para preservar a integridade do condutor do veículo e a de seus passageiros. “A primeira providência a ser tomada em grandes chuvas é procurar locais mais elevados e evitar passar por vias alagadas. Caso isso não seja possível, é importante observar a altura da água no trecho alagado, a qual não deve exceder o centro da roda, e manter a aceleração durante a travessia. É fundamental que o condutor mantenha a calma nesse tipo de situação”, alerta.

Quanto à preservação de automóveis em situação de alagamentos, a seguradora reuniu algumas recomendações para o motorista. Elas contemplam informações sobre a velocidade mais indicada em casos de enchentes, uso da transmissão do câmbio mais aconselhada e tração que vão controlar a velocidade do veículo e a rotação do motor, além de outras sugestões como desligar ar condicionado e outros equipamentos, e realizar o check-up do automóvel frequentemente como medida preventiva.

Segundo o diretor, o segurado deve estender seus cuidados ao veículo mesmo após a enchente, para se certificar que não há danos e, consequentemente, não arriscar-se na condução de um automóvel com problemas. “Depois da travessia de um trecho alagado, pode haver a contaminação do óleo da transmissão ou do eixo diferencial, no caso de veí­culos com tração traseira ou mesmo 4×4, o que determina a redução da vida útil dos componentes desses conjuntos, além de riscos de falha na embreagem, suspensão e freios. Para reduzir essas possibilidades, é recomendável levar o veículo a uma oficina e solicitar a avaliação dos itens citados”, destaca Valentim. “Em caso de travessias consecutivas de trechos alagados, recomenda-se uma limpeza do sistema de ventilação, pois estará sujeito a contaminação por fungos, microorganismos e bactérias, demandando limpeza de todo o sistema para a utilização segura”, relembra.

De acordo com o executivo, a Chubb auxilia seus corretores e segurados ao ampliar o leque de informações oferecidas. “Pretendemos , com tais medidas, ajudar na redução da sinistralidade, possibilitando que os segurados fiquem  tranqüilos”, afirma.

Comentários

comentários

Fonte: Approach

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta