Clube dos Corretores do Rio de Janeiro reúne corretores com o presidente...

Clube dos Corretores do Rio de Janeiro reúne corretores com o presidente da Bradesco

0 311

O presidente do Clube dos Corretores do Rio de Janeiro, Amilcar Vianna, deu prosseguimento à programação de levar informação e conhecimento para os corretores de seguros através de encontros com os seguradores parceiros da categoria. “A missão do Clube é congregar corretores e seguradores num evento, como este, que é social e comercial para que todos se conheçam e sigam um único caminho, o da união”. Lembrando que Marco Antônio Rossi, líder segurador de Bariri, começou carreira como vendedor, “assim como nós corretores, é, hoje,  um aliado em potencial porque conhece a nossa atividade”.

O presidente da Bradesco disse que “o mercado está vivendo um momento ótimo e o país passando por transformações. Existe uma grande população de cabelos brancos, que necessita de produtos novos. As mulheres também ocupam espaço cada vez maior na sociedade e da mesma forma precisam ser atendidas pelas seguradoras. Além disso, os jovens se comunicam de forma diferente através de torpedos e twitter. Como vamos nos comunicar com este segmento para oferecer os nossos produtos?”, questiona Rossi.

O dirigente forneceu também alguns números da Bradeco, tais como: crescimento da carteira AUTO, 30%, Vida, que superou os 30%; Saúde, junto com o Dental, 20% de expansão. Sobre o Dental, Rossi acrescentou que o segmento é uma das apostas da empresa: “Hoje somente 10 milhões de brasileiros possuem o plano e o potencial é de 40 milhões. É um produto barato, que eleva a auto-estima do cidadão. O corretor pode nos ajudar a encontrar formas e produtos para atender a grande camada da população que migrou da classe D para classe C. Não se justifica o Brasil ser a 8ª economia do mundo e a 20ª em seguro de AUTO e 22ª em seguro de Vida. Precisamos buscar estas pessoas para ingressarem no mercado. A projeção de crescimento do PIB brasileiro este ano é de 7%”, afirmou entusiasmado Rossi.

Sobre o microsseguro, o líder segurador, disse: “Entendemos que o segmento é a porta de entrada para o mercado. Numa segunda etapa, o consumidor do microsseguro estará demandando outros produtos de seguro. É preciso desburocratizar o seguro, que gera impacto na comercialização. Vejo grandes oportunidades neste segmento e criamos na Bradesco uma empresa que trabalha só com microsseguro”. Segundo Rossi, uma pesquisa realizada pela seguradora revelou que as duas maiores preocupações da camada de consumidores de baixa renda são quanto ao auxílio funeral – ninguém quer deixar dívida para os parentes – e, o plano odontológico, que além de ser barato, trabalha a auto-estima das pessoas.

Personalidades – Além do alto comando da Bradesco, o evento promovido pelo Clube dos Corretores do Rio de Janeiro reuniu vários dirigentes do setor, entre os quais destacamos: Robert Bittar, presidente da Funenseg e vice-presidente da Fenacor; Renato Rocha, presidente da Aconseg-RJ; Lúcio Marques, presidente do Clube Vida em Grupo; Roberto Cabral, presidente da Associação dos Corretores da Baixada Fluminense; dirigentes do Clube dos Corretores de Benefícios e da Associação União dos Corretores, entre vários outros convidados e associados do Clube dos Corretores do Rio de Janeiro.

Comentários

comentários

Fonte: VTN Comunicação

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta