Clube dos Corretores terá seguro específico para associados

Clube dos Corretores terá seguro específico para associados

0 767
Amilcar Vianna, presidente do Clube dos Corretores do Rio de Janeiro (E) com o subscritor de E&O da ACE Seguradora, Luiz Antonio Oliveira
Amilcar Vianna, presidente do Clube dos Corretores do Rio de Janeiro (E) com o subscritor de E&O da ACE Seguradora, Luiz Antonio Oliveira

Muitas novidades no Clube dos Corretores de Seguros do Rio de Janeiro. A principal delas é que a entidade vai oferecer aos associados um seguro de responsabilidade civil profissional cujo formato final está sendo adequado às necessidades do grupo – a partir de produto desenvolvido pela ACE Seguradora – por uma comissão especial formada para essa finalidade. Além disso, o Clube deve adotar uma nova marca, mais moderna, com base em sugestões que já estão sendo feitas pelos associados. Haverá também eleição para o Conselho Deliberativo.

Todos esses assuntos foram discutidos na reunião mensal do clube, realizada quinta-feira passada, na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ). Na ocasião, o subscritor de E&O da ACE Seguradora, Luiz Antonio Oliveira, falou sobre o seguro de responsabilidade civil profissional que a companhia desenvolveu e que está sendo colocado à disposição dos associados do clube para que possam contratar para eles próprios ou oferecer aos clientes.

O produto será adaptado a partir de sugestões que estão sendo analisadas pela comissão formada pelos corretores Roberto Cabral, Priscila Rudge Clark Galdeano e Ana Beatriz Tabet.  “Essa é a forma mais democrática que encontramos para atender às reais necessidades dos nossos associados. É incrível como nós, corretores, nos acostumamos a orientar outros profissionais liberais, tais como médicos e engenheiros, na contratação de um seguro de RC, mas, ao mesmo tempo, encontramos enorme dificuldade para ter o mesmo produto cobrindo o nosso dia-a-dia”, destacou o presidente do clube, Amílcar Vianna.

Na conversa com os corretores presentes, o diretor da ACE explicou que o seguro pode ser oferecido em uma apólice única para todos os associados, tendo o clube como estipulante, se a maioria preferir assim. A princípio, o valor máximo segurado deve ficar em R$ 1 milhão. Contudo, esse limite também pode ser alterado, dependendo da sugestão feita pela comissão.

Com relação ao Conselho Deliberativo, Amílcar Vianna disse que a ideia é eleger vinte membros e mais cinco suplentes. “Essa medida é fundamental no processo de resgate do Clube que estamos implementando”, acrescentou.

Vianna disser ainda que a escolha da nova marca também integra a lista de medidas que serão adotadas nessa fase de renascimento do Clube dos Corretores.

No encontro, além dessas questões foram discutidos temas tais como a qualidade do atendimento prestado pelas seguradoras aos corretores. “São muitos os problemas causados principalmente pelo despreparo de quem realiza o atendimento”, criticou Germano Datz, ex-presidente do Clube. Participaram dos debates e do almoço, entre outros membros do Clube: Luis Felipe Baeta, Renato Rocha, Gilberto Vilela, Gustavo Gama, Renato Barbosa Soares e o ex- presidente Mario Faria.

Outro tema abordado foi a atuação irregular de associações e cooperativas que comercializam produtos que têm características do seguro, mas não seguem quaisquer regras estipuladas pelos órgãos reguladores do mercado.

No final do encontro, Amílcar Vianna reafirmou que a retomada do clube terá como um dos seus pilares a volta dos tradicionais almoços mensais, com executivos ou lideranças do mercado que tenham algo a apresentar de útil para o corretor.

Ele enfatizou que o Clube dos Corretores de Seguros continuará aberto a todos os profissionais, independente do seu porte, desde que sejam qualificados e muito bem preparados para discutir e apresentar soluções referentes a questões de interesse da categoria.

O site do clube é http://www.clubecorretoresdesegurosrj.com.br/

Comentários

comentários

Fonte: VTN Comunicação

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta