Ferramenta automatiza fluxos de apólices da MetLife

Ferramenta automatiza fluxos de apólices da MetLife

A MetLife começou a aplicar o sistema denominado de Morpheus para o fluxo de aprovação de proposta individual, de pessoa física, depois para pequenas e médias empresas, até atingir o corporate, pessoa jurídica. Agora, o projeto implementado pela Ci&T (http://www.cit.com.br), considerada empresa inovadora em outsourcing de TI, controla o processo de vendas de apólices da MetLife, gerando informações essenciais de vendas,  tornando este um dos sistemas mais importantes para a corporação. “Quando investiu na implementação do Morpheus pela Ci&T, a MetLife buscava uma ferramenta inovadora que permitisse a emissão de apólices com mais eficiência e rapidez. Este ano decidiu que os negócios corporate também precisavam desta ferramenta. É interessante destacar que o sistema que começou como suporte isolado é hoje uma  ferramenta de negócios muito importante para a MetLlife no Brasil”, afirma Fátima Primati, diretora de tecnologia da MetLife.

Com o projeto Morpheus Corporate, a MetLife se conecta ao sistema de cotação e faz todo o workflow do processo. As mudanças nas propostas e o histórico são armazenados, assim como os documentos necessários são checados até a finalização da proposta. “Este ano a Ci&T realizou na MetLife o redesign de toda plataforma, unificando e modularizando os sub-sistemas Morpheus Individual, Morpheus PME e Renovação Corporate – automatizando o fluxo de propostas. A criação de um Framework base para os projetos da MetLife e a inclusão da arquitetura de múltiplos inquilinos permite controlar a visibilidade da informação de acordo com o perfil do usuário e sua hierarquia. Também foram criados e evoluído  mecanismos como o gerador de possibilidades de orçamento”, destaca Mauro Oliveira, diretor de negócios da Ci&T.

A padronização do fluxo de informações tornou o processo de análises das propostas mais colaborativo entre as áreas de vendas e operacional. Antes, este fluxo era controlado por e-mail, ou seja, não havia documentação do histórico da proposta. “Agora são utilizadas ferramentas de colaboração usando web 2.0, como blogs e wikis. A implementação do Morpheus também eliminou o uso de papel, antes utilizado para o controle das propostas, o que está totalmente alinhado com o conceito de Green IT. Hoje, a identificação e aprovação das propostas são realizadas pela leitura de códigos de barra”, diz Oliveira.

O Morpheus Individual e o PME aumentaram a produtividade e a qualidade dos serviços prestados pela companhia, diminuindo consideravelmente o tempo de análise de propostas e, conseqüentemente, a implantação de apólices. Além de diminuir a dependência de pessoas para a análise de propostas, o Morpheus Corporate aumentou a qualidade do relacionamento entre corretores e clientes. “Esse ano, a metodologia que a Ci&T tem utilizado, baseada nos conceitos de Agile e Lean IT, nos ajuda a entender a visão do projeto como um todo e suas respectivas etapas. O que é planejado é feito. Os profissionais que atendem a MetLife sempre com um serviço de qualidade também podem ser considerado um diferencial. Eles sempre buscam inovar e entender nossa real necessidade. É fato: uma solução criada para crescer foi concretizada na MetLife. Ao longo de quatro anos de projetos a MetLife tem a Ci&T como parceira forte e por isso outras grandes iniciativas serão implementadas ainda este ano e também em 2010”, enfatiza Fátima.

..

Links relacionados

Comentários

comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta