Fusão entre Bergus e Mello & Possiede promete elevar nível de concorrência...

Fusão entre Bergus e Mello & Possiede promete elevar nível de concorrência do mercado segurador

1 398

O anúncio de integração entre dois players paranaenses promete causar euforia no mercado nacional de seguros. A Bergus Corretora de Seguros e a Mello & Possiede Seguros Especializados, oficializaram a parceria neste mês de abril. As duas empresas planejam encerrar o ano de 2010 com R$ 15 milhões em prêmios abrangendo os segmentos de Garantia e Crédito. Para Luis Carlos Tourinho, diretor da Bergus, uma das maiores corretoras multiprodutos do sul do país, especializada em Gestão de Bens e Capitais, a parceria surge num momento bastante oportuno para o mercado, devido ao nível de investimento que está prestes a acontecer. “Com a reativação da economia, as obras de infraestrutura do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que serão necessárias para garantir a realização da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016, prometem manter o mercado aquecido em 2010”, afirma. De acordo com Tourinho, o país acompanha o final desse ciclo político, onde o governo ainda vai demandar alguns contratos que ficaram represados, por conta de promessas políticas. “A crise trouxe muita inadimplência e deve haver ainda mais, por conta da injeção de dinheiro excessiva que vai acontecer no nosso mercado”, completa. 

O executivo Paulo Possiede também acredita que, em função deste cenário, a indústria de seguros tem vivido um forte movimento de fusões e aquisições, onde os principais players do setor estão reavaliando suas estratégias e parcerias. “Ao longo de 14 anos atuei nas duas principais seguradoras do país, especializadas em seguros para riscos financeiros e de performance e, posso afirmar que o mercado não dispõe de uma quantidade expressiva de profissionais especializados nessas áreas, principalmente, que conheçam conjuntamente  e a fundo o Seguro Garantia e Seguro de Crédito “, diz. Possiede também participou de inúmeros programas de capacitação a nível nacional e internacional em Seguradoras e Resseguradoras, até criar a Mello & Possiede – Seguros Especializados. “Conheço o histórico da Bergus e me relaciono com a empresa há muito tempo. Esta parceria me proporciona flexibilidade e uma mobilidade muito maior para que, através de serviços derivados e produtos tão especializados como o Seguro Garantia e Crédito, possamos desenvolver outras possibilidades de negócios em nossos clientes comuns”.

  ..

Modelagem ideal

A fusão entre a Bergus e a Mello & Possiede objetiva desenvolver negócios em conjunto, porém, permite que as duas empresas operem individualmente, visando sempre ampliar o portfólio de seus clientes. Segundo os empresários, o negócio destaca uma modelagem que poucos concorrentes possuem. O foco de atuação das empresas será o eixo sul-sudeste, onde está centralizado o poder decisório de investimentos.  “A fusão abre a perspectiva de abertura, para o início de 2011, de um broker de resseguro especializado em colocações de riscos financeiros. Por uma necessidade do mercado de resseguro, vamos fazer o elo internacional, aproveitando o know-how do Possiede, até termos um broker de resseguros para viabilizar tanto projetos in house como para terceiros”, afirma Tourinho. “Para que haja esse processo tem que haver expertise na forma de fazer, como fazer, como estruturar e como vender o risco. Acredito que com a elevação de especialização que estamos criando aqui é de altíssimo nível. Vamos atrair às atenções do nosso público-alvo”, ressalta Possiede.

 ..

Mercado

No Brasil, o mercado de Seguro Garantia, começou a ser desenvolvido por conta de dois fatores fundamentais: a Lei 8.666/93, que diz que, em qualquer processo licitatório, o concorrente precisa apresentar uma forma de garantia, que pode ser: fiança bancária, depósito em titulo e/ou dinheiro e, uma quarta opção que é o Seguro Garantia. Em paralelo, no ano de 94, o Brasil aderiu ao Acordo de Basiléia, que é um acordo mundial onde os países parametrizam as suas operações financeiras. “A partir desse ano, surgiram às primeiras Seguradoras no Brasil, especializadas a operar com o Seguro Garantia, cuja aplicação pode ocorrer em qualquer processo de licitação, seja municipal, estadual ou federal, obras de saneamento, pavimentação, eletricidade, obras civis, assim como nos segmentos de infraestrutura pesada, como: energia, aeroportos, portos, ferrovias, estradas, petróleo, concessões em geral ou mesmo em contratos privados. Sem dúvida nenhuma, a ferramenta mais adequada ferramenta é Seguro Garantia, por conta de sua forma de aplicação e obtenção, valores e colaterais envolvidos”. 

No que diz respeito ao Seguro de Crédito, Risco Comercial, Possiede ressalta, ainda, que o seguro consiste em um instrumento simples e eficaz de mitigação de risco, que protege as empresas que comercializam seus produtos à prazo, dentro do território nacional, cobrindo os prejuízos advindos de inadimplência, seja por mora prolongada, recuperação judicial ou falência do devedor. “Qualquer indústria de transformação ou de base (siderurgia, farmacêutico, alimentício, eletroeletrônico, química, embalagem, plásticos, cadeia produtiva da construção civil), ou já possui este seguro ou está muito interessada em contratar. A contratação desta ferramenta deve fazer parte do planejamento estratégico das empresas”, conclui.

Comentários

comentários

Fonte: Verbo Comunicação

1 COMENTÁRIO

Deixe um resposta