Medial Saúde promove ações para o desenvolvimento de pessoas com deficiência

Medial Saúde promove ações para o desenvolvimento de pessoas com deficiência

0 291

Prestes a completar um ano, o projeto Gestão da Diversidade da Medial Saúde já mostra resultados efetivos para o trabalho de gerenciar de forma sustentável as pessoas com deficiências, proporcionando a qualificação e retenção desses profissionais dentro da companhia.

Desde sua criação, foram realizados cursos ministrados em parceria com a Serasa para o desenvolvimento profissional de pessoas deficientes. Além disso, foi iniciada a capacitação de funcionários para a conversação em Libras (Linguagem Brasileira de Sinais). Alguns funcionários das áreas administrativas e profissionais de saúde, como enfermeiros, atendentes, recepcionistas das unidades hospitalares e de diagnósticos do grupo participaram de um treinamento customizado para atender às necessidades do setor.

“O projeto Gestão da Diversidade busca minimizar o preconceito e ampliar o reconhecimento da igualdade entre as pessoas diferentes. É essa postura ética que valorizamos e esperamos de nossos colaboradores. Só assim o processo de inclusão pode ser bem sucedido”, explica Fátima Seyfarth, gerente de Consultoria Interna e Seleção da Medial Saúde.

Mais que cumprir cotas estabelecidas pelo Governo, a Medial busca desenvolver ações para sensibilizar os funcionários para que eles acolham e se relacionem sem reservas com os colegas deficientes, passando a ser reconhecidos por sua competência e desenvoltura, ainda que enfrentem algum tipo de limitação.

Também foi realizado um workshop para gestores que trabalham diretamente com deficientes, com o objetivo de ajudá-los a lidar com esse colaborador e facilitar o seu desenvolvimento profissional. Além disso, 100 pares de ingressos para a peça teatral Noturno – Projeto Cadeirantes foram sorteados entre os funcionários para que pudessem levar amigos e familiares, de forma a conscientizar toda a rede de relacionamento do colaborador.

“Esperamos, com ações como essa, que a inclusão das pessoas com deficiência venha a ser uma realidade em toda a sociedade, e incentivamos nossos funcionários para que sejam agentes dessa transformação” – finaliza Fátima Seyfarth.

Comentários

comentários

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta