Resultado da MAPFRE é recorde e ultrapassa R$ 364 milhões; expansão é...

Resultado da MAPFRE é recorde e ultrapassa R$ 364 milhões; expansão é superior a 29%

0 266

A MAPFRE Seguros, sexto maior grupo segurador do País, apresentou em 2009 um lucro de R$ 364,4 milhões (antes dos impostos e participações). A cifra, reflexo dos prêmios obtidos com seguros e com produtos de previdência complementar, representa um crescimento de 29,4% se comparado com 2008. Com os ganhos, a seguradora obtém o maior resultado de sua história, consolidando-se entre as maiores empresas do ranking de seguros do País.

O faturamento da companhia, em decorrência da estratégia de se tornar um operador multiprodutos no ramo de seguros, atingiu a expressiva quantia de R$ 4,4 bilhões, resultado 19,8% superior se comparado a idêntico período anterior. O ganho significativo indica crescimento em praticamente todos os segmentos em que a empresa atua.

Os ativos totais consolidados cresceram de R$ 6,0 bilhões para R$ 7,1 bilhões, volume 18,3% superior ao ano de 2008 e o patrimônio líquido da empresa foi incrementado para R$ 1,6 bilhão, um acréscimo de 9,1%. As provisões técnicas de seguros e previdência complementar cresceram 19,1%, encerrando 2009 com R$ 4,2 bilhões.

O índice de despesa administrativa reduziu-se de 10,8% para 10,4%, uma melhora de 0,4%, por conta de uma austera política de contenção de gastos. O índice de sinistralidade geral apresentou-se com uma leve alta, encerrando o ano com 53,8% ante 52,3% em 2008. No ano passado, o índice combinado permaneceu no mesmo patamar do período anterior, mantendo a positiva marca de 97,5%.

De acordo com o presidente do Grupo MAPFRE no Brasil, Antonio Cássio dos Santos, “a conjuntura desfavorável que se seguiu após uma das piores crises econômicas já registradas resultou em conseqüências diretas tanto no cenário internacional como no mercado segurador interno. Tal situação aumentou o roubo nas carteiras de Transportes Terrestres, onde a companhia é líder. O mesmo problema ocorreu com a carteira de Crédito Interno. O país também foi afetado por fenômenos climáticos que resultaram num incremento de sinistros nas carteiras de auto e residencial nas regiões sudeste e sul”, explica.

“Contudo, tais dificuldades não afetaram o resultado da companhia porque a palavra crise foi proibida na nossa empresa, incentivando atitudes positivas, e também porque esses fatores foram largamente compensados pelo aumento de penetração de seguros residenciais e de multirriscos em regiões não afetadas por problemas climáticos; uma política austera na Carteira de Autos, aumento da arrecadação em seguros de Vida e em seguros massivos, com especial destaque para Prestamistas, Educacional e Garantias Estendidas e a intensificação dos programas de seguros internacionais em riscos industriais e aviação por meio da aliança com a MAPFRE Global Risks. A carteira de Previdência alcançou a marca recorde de R$ 1,4 bilhão em reservas e a MAPFRE Investimentos foi considerada uma das melhores empresas de administração de ativos do país”. 

Ainda segundo Cássio, “os resultados positivos neste período provêem da estrutura, competência técnica e da solidez da corporação, que tem disponível uma grande linha de soluções e os corretores como seu principal parceiro de negócios”, comenta. Para o executivo, “os fatores que definitivamente têm feito à diferença e que têm garantido à MAPFRE manter a sua estratégia de crescimento superior a 20% são sua ampla política de expansão territorial, sua linha de produtos inovadores e ações significativas construídas exclusivamente com foco no cliente”

Com 55 anos de atuação no Brasil, a MAPFRE é uma das mais importantes seguradoras do País. Subsidiária do Sistema MAPFRE, grupo líder na Espanha e um dos principais investidores na Europa e América Latina, a companhia atua em todo o Território Nacional, oferecendo mais de 80 soluções personalizadas a todos os clientes. Para atender a seus mais de 15 milhões de segurados, a companhia conta com 123 sucursais próprias e 18 Diretorias Territoriais e 2733 profissionais.

Comentários

comentários

Fonte: INFORM Comunicação

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta