SIM Rastreamento encontra carreta roubada

SIM Rastreamento encontra carreta roubada

0 378

Luis Paulo Rodrigues Antunes dirigia uma carreta frigorífica da Transportadora Angatuba quando foi abordado por dois assaltantes, no dia 30 de março, às 21h. O motorista foi seqüestrado na pista interna da Marginal Tiête, em São Paulo e liberado 40 minutos depois na Rodovia Anhanguera, altura do km 22.  A Central de Emergência da SIM Rastreamento foi acionada por um funcionário da Angatuba, que passou todas as informações do veículo. A carreta foi localizada pelo sistema SIM, às 21h21, no bairro Vila Anastácio, zona oeste de São Paulo.  A equipe de apoio da SIM foi até o endereço para resguardar o veículo e aguardar a chegada da polícia. 

O equipamento da SIM Rastreamento atualizou às 21h40 e as informação a respeito da localização foram transmitidas imediatamente para o departamento de sinistros, que localizou o veículo estacionado na Rua Coaquira, Vila Anastácio. 

O rastreador SIM foi fundamental para que o motorista mantivesse a calma e o caminhão fosse localizado. “Eles me perguntaram se o caminhão era rastreado e eu disse a verdade. Fiquei mais tranqüilo, pois sabia que eles não iriam fazer nada comigo, porque o caminhão seria localizado rapidamente”, diz Antunes. 

A Polícia Militar foi notificada e encontrou a carreta aberta, com a chave no contato e o painel destruído. Entretanto, a carga de queijos e a parte externa do veículo estavam intactas. Juntamente com a polícia e a equipe da SIM, o motorista verificou que o painel da carreta foi totalmente destruído pelos assaltantes. A antena do rastreador foi encontrada na calçada perto do caminhão. Um técnico foi até o local para fazer o reparo na fiação e chamou um eletricista. Depois de ajustarem a parte elétrica o caminhão voltou a funcionar e foi levado ao 91º Distrito Policial, na região de Santana. 

No sistema da SIM foram registradas alertas de pânico e mensagem de violação da antena, enviadas pelo equipamento. A ação dos assaltantes não teve sucesso e o rastreador continuou enviando dados sobre a localização da carreta, o que culminou na recuperação.

Comentários

comentários

Fonte: Oficina do Texto Assessoria de Comunicação

ARTIGOS SIMILARES

SEM COMENTÁRIOS

Deixe um resposta